Mármores Vigário e MVC Portuguese Limestones na Forbes Portugal de Abril 2018


8 Abr

 "A partir dos anos 1990, a Mármores Vigário começou a sentir a pressão da procura dos chineses por blocos em bruto, que absorvia o que houvesse para vender. Nos últimos 15 anos, a pressão disparou: mais de metade dos blocos já vão para a China. E como Rogério recorda, por volta do arranque desta década os operadores dos Candeeiros foram chamados à pedra pelos empresários portugueses detentores de fábricas. Estes tinham dificuldade em comprar matéria-prima para as suas obras, por força da inflação dos preços provocada pela procura dos chineses. “Há quem defenda que nos andámos a vender aos chineses”, refere. Mas ele próprio sente na carteira essa pressão no valor da matéria-prima, já que os irmãos Vigário também detêm uma fábrica de transformação, a MVC.(...)"

Consultar aqui ›››

« Voltar ‹ Anterior Próxima ›